Início / Saúde / Animais de estimação ajudam no tratamento contra depressão, aponta estudo

Animais de estimação ajudam no tratamento contra depressão, aponta estudo

Quem tem um animal de estimação sabe bem como eles nos trazem alegria, especialmente diante de nossos momentos de ansiedade e tristeza. Um estudo realizado por psiquiatras da Clínica Médico-Psiquiátrica da Ordem, na cidade do Porto, em Portugal, e publicado na revista científica Journal of Psychiatric Research, aponta que os pets podem ajudar até no tratamento contra a depressão.

Imagem Divulgação

O estudo contou com 80 pacientes diagnosticados com distúrbio depressivo grave – metade mantendo contato com animais durante o tratamento, enquanto a outra metade seguiu sem adotar nenhum animal. Enquanto a metade que se relacionou com pets mostrou em sua totalidade melhoras significativas em seu quadro, a outra metade não revelou melhora alguma.

O psiquiatra Luan Diego Marques explica que a depressão é um dos adoecimentos emocionais que mais crescem no Brasil e no mundo. Segundo ele, com todas as mudanças sociais relacionadas à pandemia estima-se que sua prevalência possa piorar.

“O isolamento social contribui na redução da transmissão do novo coronavírus mas em contrapartida reduz os estímulos positivos e afetivos das pessoas. Sendo assim o animal de estimação ao promover companhia, interação e necessidade de cuidado também preenche esses estímulos e cria um ambiente de bem estar emocional, reduzindo a ansiedade e sintomas deprimidos”, explica.

De acordo com o especialista, o contato emocional e físico com os animais pode liberar substâncias do bem estar como a serotonina e ocitocina, estas auxiliam na regulação emocional das pessoas.  

“Além do mais, pessoas que interagem com animais de estimação melhoram suas habilidades na comunicação não verbal, o que traz ganhos para suas relações sociais”, pontua.

Compra ou adoção responsável

Segundo o especialista, os cães em especial podem trazer melhorias aos pacientes, por forçarem naturalmente o exercício físico e a saída de casa pela necessidade dos passeios. Porém, o gato também é um ótimo companheiro e pode ajudar nesse período tão conturbado.

Para comprar ou adotar um novo melhor amigo é preciso responsabilidade e escolher um lugar adequado para evitar contratempos. Para dar uma mãozinha, um aplicativo de celular foi desenvolvido: é o + pet.

Caso o usuário queira comprar um bichinho, a plataforma disponibiliza uma lista de criadores – que trabalham com responsabilidade e ética. Se a necessidade é de adoção, o aplicativo disponibiliza uma lista de anúncios, de acordo com a localização do usuário.

“É uma mão na ajuda. Nem precisa sair de casa e o melhor: um local 100% seguro. Só disponibilizamos no aplicativo criadores responsáveis e também ONGS seguras”, explica o desenvolvedor do aplicativo Fernando Hoffmeister.

Além do “meu animal ideal”, o aplicativo também disponibiliza agenda, controle de carteirinha de vacinação e ainda a opção de adotar ou comprar um bichinho. O download é gratuito.

Desenvolvido no ano passado, o + Pet já tem mais de 100 mil downloads e está disponível nas plataformas IOS e Android. Após se cadastrar, o usuário tem a opção de colocar a foto do bichinho e salvar a data de nascimento dele.

Na aba “agenda”, o dono consegue gerenciar tudo sobre o pet. É possível determinar datas e horários para atividades como: passeios, alimentação, banhos e medicamentos. Além disso, existe a possibilidade de cadastrar as vacinas que o animal recebeu, facilitando a vida do usuário e o bem estar do bichinho.

Além da agenda, o aplicativo + Pet manda lembretes para o usuário sem que ele abra a plataforma, auxiliando nos compromissos sem esquecimento. O dono também tem a opção de compartilhar toda a rotina do animal com outra pessoa.

 “Além de facilitar a rotina do usuário a não esquecer os compromissos, também o ajudamos a encontrar clínicas, serviços de petshop e até petwalker. Tudo de acordo com a localização. E o melhor: é tudo de graça “, explica Fernando.–

Sobre paulobsbdetodos

Também confira

Psicólogos e acompanhantes terapêuticos estimulam reflexões sobre tratamentos humanizados no DF 

No mês da Luta Antimanicomial, sociedade de psicologia e psiquiatria discutem a importância de garantir …