Início / Cultura / Clube do Choro recebe Festival Brasília de Cultura Popular

Clube do Choro recebe Festival Brasília de Cultura Popular

A 11ª edição do projeto promove oficinas, trocas de saberes, feira de artesanato e apresentações culturais

Alessandra Leão – Foto – José de Holanda

De 25 a 28 de janeiro acontece a 11ª edição do Festival Brasília de Cultura Popular, pela primeira vez em um dos espaços mais importantes da cidade, o Clube do Choro. Os gramados e o palco serão ocupados pelas culturas populares do DF e do Brasil com o objetivo de valorizar o território do Cerrado como lugar central das nossas histórias. Ao todo, serão 11 apresentações durante os 4 dias de programação. Além das tradicionais e já consagradas atrações locais como Seu Estrelo, Tereza Lopes, Orquestra Alada e Chinelo de Couro, renomados artistas nacionais como Alessandra Leão (PE), Mestre Sapopemba (PB) e Mestre Nico (PE) participam da programação.

A última edição do projeto aconteceu em 2015, no Centro Tradicional de Invenção Popular, sede do grupo Seu Estrelo. Segundo Danielle Freitas, coordenadora geral, a retomada do Festival é essencial para a manutenção e difusão da cultura popular do DF. 

“É uma emoção muito grande poder voltar, depois de tanto tempo, com este festejo que é um símbolo para a cultura do DF.  A existência de nossa brasilidade só é possível por causa de nossas festas populares e dessa gente que faz cultura para a alma e não somente para o mercado”, destaca.

Entre as mais esperadas atrações está a chegada do Calango Voador, uma das figuras centrais do mito cerratense e propósito primordial do projeto. O alado Calango traz consigo um espetáculo de bonecos gigantes, personagens e figuras em pernas de pau e acrobacias circenses que prometem pintar o Clube do Choro com a beleza da nossa cultura. 

“O Calango Voador é um mito sagrado, é um brinquedo do cerrado inventado para os candangos e que traz com ele a ideia de criar uma tradição na cidade. E criamos! Hoje o Calango Voador é reconhecido pelo seu poder de expansão, encantamento e expressão, além de promover a ideia de preservação de um bioma nativo e de valor inconcebível para o ecossistema brasileiro”, explica Tico Magalhães, capitão e fundador do Seu Estrelo. 

Oficinas de saberes e fazeres

Com intuito de compartilhar o conhecimento, o pertencimento e a felicidade, tão característicos de nossas expressões populares, para além das apresentações artísticas, o projeto vai oferecer três oficinas: percussão, dança e canto com Larissa Umaytá (DF), Mestre Nico (PE) e Maryta de Humahuaca (AR).

As pessoas interessadas em participar podem fazer a inscrição via formulário disponibilizado no perfil do Festival

Espaço Eco

Para fortalecer e difundir a memória e a oralidade de mestras e mestres populares, o Festival promove, na quarta (25) e na quinta (26), um ambiente dedicado à escuta e partilha da ancestralidade. O Espaço Eco é um lugar de troca, um pedaço de terreiro, aberto para as vozes atuais que se fazem ecoar pelo mundo, trazendo novos olhares para nossa sociedade. 

Importantes lideranças da cultura e do sagrado estarão presentes nas rodas de conversa possibilitadas neste espaço como Marytha Hamuhuaca (ARG), Mestre Manoelzinho Salustiano (PE), Danielle Freitas (DF), Pedro Vasconcellos – Diretor dos Comitês de Cultura (Minc) – Ialorixá Mãe Baiana de Oyá (DF), Tico Magalhães (DF) e os Deputados Distritais Fábio Félix e Gabriel Magno. 

A produção do Festival é resultado da parceria entre  Ponto de Cultura Vila Mamulengo, Perpétua Produções, Centro Tradicional de Invenção Cultural e Clube do Choro. A iniciativa conta com o fomento da Secretaria de Cultura do DF e com recursos do Fundo de Apoio à Cultura do Distrito Federal.

 Confira programação completa:

Quarta-feira (25/01)

  • 9h: Oficina de percussão com Larissa Umaytá;
  • 15h: Oficina de Canto Ancestral com Maryta de Humahuaca;
  • 19h às 21h Espaço Eco das Tradições com Marytha Hamuhuaca (ARG), Mestre Manoelzinho Salustiano (PE), Danielle Freitas (DF) e Pedro Vasconcellos – Diretor dos Comitês de Cultura (Minc).

Quinta-feira (26/01)

  • 15h: Oficina de Canto Ancestral com Maryta de Humahuaca;
  • 19h às 21h Espaço Eco das Tradições com Ialorixá Mãe Baiana de Oyá (DF), Tico Magalhães (DF), Deputado Disrital Fábio Félix e Deputado Distrital Gabriel Magno.

Sexta-feira (27/01)

  • 14h: Oficina de dança com Mestre Nico (PE);
  • 19h: Apresentação Mamulengo Fuzuê (DF);
  • 20h: Sambadeiras de Roda (DF); 
  • 21h30: Tereza Lopes (DF); 
  • 22h45: Alessandra Leão (PE) e Mestre Sapopemba (AL);
  • 00h: Chegada do Calango Voador com a Orquestra Alada Trovão da Mata (DF).

Sábado (28/01)

  • 19h: Apresentação Mamulengo Presepada (DF);
  • 20h: Kirá (DF);
  • 21h30: congadas do Moçambique Santa Efigênia (MG);
  • 22h45: Chinelo de Couro (DF);
  • 00h: Seu Estrelo e o Fuá do Terreiro (DF) com participação de Mestre Nico (PE) e Gabriel Paes (DF).

Serviço – 11° Festival Brasília de Cultura Popular

Local: Clube do Choro

Data: 25 a 28 de janeiro

Classificação: Livre 

Site: http://fbcp.com.br/ 

Informações: https://www.instagram.com/brasiliadeculturapopular/ 

Sobre paulobsbdetodos

Também confira

Escola de Música está com inscrições abertas para curso de verão

Iniciativa, aberta para participação da comunidade, ocorre de 14 a 28 de janeiro, sempre às …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *